quinta-feira, 26 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 61


O medo de contrair uma doença grave, ou de que alguém muito querido a contraia, advém da falta de consciência sobre os mecanismos sutis da Vida, que nos determina aquilo de que necessitamos para aprender a viver. Uma doença é sempre um recado da Vida para nos dizer que algo, em nosso mundo íntimo, está em desequilíbrio.



Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 60


De nada adianta achar que o desconhecido é ameaçador ou que necessariamente virá contra nós. É preciso ter confiança em Deus e na própria capacidade de superar obstáculos. A Vida não nos presenteia com coisa alguma que não possamos utilizar em nosso proveito. Querer antecipar o futuro como se ele fosse algo ameaçador pode nos fazer viver em constante sobressalto, achando que a Vida nos trará sempre o negativo. Caso realmente o futuro venha lhe trazer algo de ruim ou de negativo, tenha certeza de que aquilo será instrumento impulsionador de seu crescimento e lhe possibilitará ser melhor pessoa do que você é.


Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

terça-feira, 24 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 59


Não escolher é não viver. Uma vez estando na vida, torna-se inevitável assumir as escolhas. Quanto mais adiarmos assumir o comando de nossa vida, mais adiaremos  nossa felicidade. Não tenha medo de decidir, nem receio de que as coisas deem erradas. Melhor errar fazendo que se omitir e continuar alienado.


Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 58

Todos queremos nos sentir importantes para alguém. Muitos ainda vivem em função de sua imagem pública. Desejamos atender às expectativas de uma pessoa, da família, de um grupo referencial, ou da cultura na qual estamos vivendo. Por um lado isso pode nos impulsionar para um futuro promissor, por outro nos alienar por toda a vida, pois se pode correr o risco de viver-se a vida esperada pelos outros.

Extraído do livro Felicidade sem Culpa.

domingo, 22 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 57


Não devemos tentar superar o sentimento interno de superioridade, ou de inferioridade, humilhando alguém, mesmo que em pensamento. Tampouco devemos nos sentir humilhados quando o orgulho de outrem falar mais alto. A felicidade inclui a compreensão do desejo do outro, permanecendo em paz e em busca de si mesmo, essência divina.



Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

sábado, 21 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 56


Lembre-se de que você não é melhor ou pior que qualquer ser humano. Você é apenas diferente de todo ser humano, possuindo qualidades, tanto quanto o outro, que se apresentam em maior ou menor intensidade que nele. Sua singularidade é unicamente complementada por sua íntima conexão com o Criador.



Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 55


Quando nossos horizontes de vida são espirituais, as dificuldades e conflitos tornam-se menores. As pessoas queridas, em quem depositamos nossos sentimentos, tornam-se apoios seguros na vida contribuindo para que ela seja mais feliz. A morte, a separação, uma mudança de domicílio, ou qualquer que seja o motivo que nos retire da convivência com tais pessoas, cada um desses eventos deve ser encarado como um convite para que transformemos a própria vida.




Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 54


A felicidade passa pela valorização dos bens que se possui e pela consciência da relatividade dessa posse. Ser feliz é poder ter as coisas, porém saber viver com o mínimo delas. Tendo ou não as coisas, busque sua felicidade. Mostre-se alguém que, independente de trabalhar para ter coisas, conseguindo ou não tê-las, age sem nenhum comodismo, sentindo-se em paz e feliz com o que já conquistou na Vida.



Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 53


O medo de perder coisas advém da dificuldade em se perceber independentemente dos objetos externos. Esse medo também é consequência do apego que se tem às coisas e ao valor que a elas se atribui. Mesmo que tenham sido adquiridas às custas de muito sacrifício, é preciso que aprendamos a entender que a vida só nos tira coisas com o intuito de aprendermos a valorizá-las adequadamente.


Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

terça-feira, 17 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 52


Faça algo que lhe traga satisfação e proporcione ao mesmo tempo benefícios sociais. Talvez o motivo de sua solidão seja exatamente o fato de você fazer muito pouco pela sociedade na qual vive. Faça algo pela sua felicidade realizando alguma coisa pela felicidade de alguém.

Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 51


Condicionar a felicidade a ter a companhia de alguém com quem possamos viver uma relação amorosa é um ideal fantasioso que introjetamos das regras sociais e que, muitas vezes, nos impede da valorização real dos vínculos que a vida oferece.



Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.

domingo, 15 de abril de 2018

Felicidade sem Culpa 50


Ficar só é uma situação necessária em algum momento de nossa vida. Caso a Vida nos tenha imposto essa contingência, devemos encará-la como um evento importante para que aprendamos alguma coisa com a solidão. Ser feliz sem uma companhia física, seja de um parceiro ou de um familiar, pode ser um recado da Vida para que sejamos úteis coletivamente.



Texto extraído do livro Felicidade sem Culpa.